"O grande responsável pela situação de desequilíbrio ambiental que se vive no planeta é o Homem. É o único animal existente à face da Terra capaz de destruir o que a natureza levou milhões de anos a construir"





domingo, 6 de março de 2011

Scrophularia frutescens


Scrofularia das praias
A Scrophularia frutescens é uma planta de fixação das areias das dunas e que se encontra nas areias marítimas de todo o litoral português. Distribui-se igualmente pelo sul da Península Ibérica e Norte de África, regiões onde é endémica.

É um pequeno arbusto de folhas carnudas que pode atingir cerca de 60cm de altura, pouco ramificado e sem pelos.

Os caules têm secção quadrada. As folhas são carnudas e têm margens mais ou menos dentadas, dispondo-se no caule de forma alternada. Quanto ao formato, as folhas são arredondadas e obovadas ou seja, a parte mais estreita da lâmina foliar encontra-se perto do pecíolo.



A planta floresce de abril a agosto.
As flores agrupam-se em cacho no topo dos caules e são bastante pequenas. Quando estão em botão são de cor púrpura; depois de abertas mostram a corola de cinco pétalas, com lobos arredondados de duas cores, púrpura e branco.
O fruto é uma cápsula de forma quase redonda e com pequena ponta rígida terminal.

A Scrophularia frutescens pertence ao género Scrophularia e à família botânica das Scrophulariaceae que inclui cerca de 200 espécies de plantas herbáceas produtoras de flores.
O género Scrophularia encontra-se por todo o hemisfério norte, embora mais concentrado no continente asiático. São poucas as espécies nativas da Europa.
Estas espécies são usadas como alimento pelas larvas de algumas Lepidoptera. Muitas vezes este tipo de borboletas restringe a sua alimentação a um único tipo de planta, pelo que o seu desaparecimento de uma determinada área trará consequências graves para a sobrevivência das espécies que dela se alimentam.

Algumas espécies do género Scrophularia são conhecidas por conterem compostos quimicos úteis em medicina popular, do tipo anti-inflamatório. O nome Scrophularia deriva do termo latino “scrofula” = escrófula, uma infeção nos gânglios linfáticos mandibular e cervical , tratada no passado com substâncias retiradas destas plantas.

Texto e fotos de:
Fernanda Delgado do Nascimento  http://floresdoareal.blogspot.pt/

(exceto quando especificado).

Fotos - Areal Sul/Areia Branca- Lourinhã

Sem comentários:

Enviar um comentário