"O grande responsável pela situação de desequilíbrio ambiental que se vive no planeta é o Homem. É o único animal existente à face da Terra capaz de destruir o que a natureza levou milhões de anos a construir"





quinta-feira, 11 de setembro de 2014

SISTEMAS DUNARES DO LITORAL - Parte I

O sistema dunar do Areal Sul - Lourinhã


A orla costeira do concelho da Lourinhã é uma faixa muito recortada de cerca de 12 km de extensão, de onde se avistam as ilhas Berlengas e o Cabo Carvoeiro. 
As praias, estreitas mas extensas, desenvolveram-se na base de arribas rochosas, elevadas e abruptas, hoje em dia muito desgastadas pela ação abrasiva dos ventos e das marés.
A foz do rio Grande é uma zona de exceção pois a morfologia desta parte da costa apresenta maior largura, proporcionando a formação não só de praias largas, nomeadamente Areia Branca e Areal Sul, mas também de um sistema dunar típico.
Foram os ventos fortes, que nesta zona sopram quase sempre com intensidade, que levaram à acumulação de areias com a consequente formação de um complexo dunar de pequenas dimensões mas de grande interesse natural, tanto mais que é o único neste concelho. 
Nunca é demais frisar a importância dos sistemas dunares do litoral. Para além de serem espaços de grande diversidade biológica, as dunas estabelecem a transição entre o meio marinho e o ambiente terrestre agindo como barreira natural, impedindo a progressão do mar para o interior.

As dunas costeiras são essencialmente uma acumulação de materiais arenosos de consistência muito precária e cuja estabilidade depende da manutenção do coberto vegetal. A vegetação desempenha um papel de primordial importância na sua formação e manutenção pois são as plantas que ajudam a fixar as areias prevenindo a erosão provocada pelos ventos, pela chuva e ondas do mar. 
Calystegia soldanella, Achillea ageratum, Anagallis monelli
Muitas das espécies que vivem no ambiente difícil das dunas foram já descritas neste blog, outras aguardam ainda a sua vez. São todas plantas especificamente adaptadas ao ambiente hostil em que vivem (ar carregado de partículas de sal, intensa luminosidade, falta de agua e nutrientes) e que conseguem, apesar de tudo, apresentar lindas flores e agradáveis aromas.

O equilíbrio nos sistemas dunares é muito sensível não só aos desastres naturais mas também às alterações provocadas pelo Homem, nomeadamente os passeios a pé, a cavalo ou a passagem de viaturas todo-o-terreno. Quando as plantas são pisadas e destruídas, dificilmente se regeneram e assim, abrem-se clareiras e a areia fica solta, deixando de oferecer resistência ao vento, colocando em risco todo o sistema dunar. 
As dunas do Areal Sul apresentam inevitável degradação. Necessitam urgentemente de trabalhos de recuperação, a exemplo do que já tem sido feito noutras regiões litorais.
Alguns esforços foram feitos no sentido de evitar a circulação de veículos mas pouco mais. Contudo, no passado mês de junho, numa iniciativa do concessionário Areal Beach Bar, a qual recebeu o apoio da Junta de Freguesia da Lourinhã e da Lourambi (Associação Defesa Ambiente), foi colocado o primeiro painel informativo com o objetivo de sensibilizar as populações para a riqueza que representam as dunas no âmbito do património ambiental da região. 
Deste painel constam dois pequenos textos informativos e três dezenas de fotografias que permitem ao visitante identificar algumas das espécies locais. Felizmente, o elenco florístico das dunas do Areal Sul mantém-se razoavelmente variado, apresentando mesmo alguns endemismos, para o que, seguramente, tem contribuido o clima caracteristicamente ameno que aqui se regista o ano inteiro.

Pormenores do Painel
A três meses de distância podemos atestar o sucesso desta iniciativa, a qual foi tão bem recebida pela população local como pelos muitos estrangeiros que nos visitam. Entre outros, chegaram até nós ecos de Espanha, que muito nos orgulham e aos quais se pode aceder através deste link:
http://www.lamagiadelpaisaje.com/2014/09/sistemas-dunares-en-portugal-una.html#more

Texto e fotos de:
Fernanda Delgado do Nascimento  http://floresdoareal.blogspot.pt/
(exceto quando especificado).

Fotos: Areal sul e Paimogo - Lourinhã

2 comentários: